13 Horas

estreno-13horas-charlyspaceweb

O livro 13 horas retrata a historia verídica de uma batalha que decorreu em Benghazi, Líbia, entre Forças de Secretas dos  EUA  e grupos de terroristas Islâmicos nos dias 11-12 de Setembro de 2012. Envolvendo questões de política e diplomática dos Estados Unidos de América ainda sobre a administração do Presidente Barack Obama.

Assim como em diversos países considerados críticos em  matéria Segurança, também em Benghazi, Líbia o EUA dispunha de uma base da CIA (Central Intelligency Agency), esta agência oficinal tem como objectivo investigar e fornecer informações de segurança para o governo dos EUA. Um quadro desta agência é considerado de espião, ou seja, que presta serviço de espionagem. Entretanto, na realização dos seus serviços a CIA é protegida  por uma equipa – Operadores-secreta do governo norte americano a GRS  (Global Response Staff), criada depois do ataque do 11 de Setembro, com objetivo de servir de guarda-costas de espiões, diplomatas e outros funcionários norte americano no campo.

Para além do Anexo* da CIA, os EUA tinha igualmente um Complexo Diplomático de Missões Especiais – uma espece de embaixada dos EUA naquela cidade Benina, uma vez que na Líbia os EUA só tinha embaixada em Trípoli ,a cidade capital da Líbia cujo o embaixador era o sr J. Christopher Stevens. Sendo que  os Serviços Diplomático funcionava como um consulado americano naquela cidade.

A guerrilha dá-se aquando da visita do embaixador Stevens aquela cidade da Líbia, a razão da visite devia-se a diversos factores dos quais:  restabelecer contactos, solidificar relações com os funcionários de governo local e com outros diplomatas estrangeiros em Benghazi. Um dia após a sua chegada, ou seja, quando eram 21h:02  do dia 11 de Setembro de 2012, um grupo de terroristas invadem o Complexo Diplomático de Missões Especiais dos Serviços de Estado, com o objectivo de matar o embaixador bem como outros elementos.

A partir daquele instante até a chegada da equipa de  operadores da GRS do Anexo ao Complexo, o resgate do pessoal do Complexo Diplomático, prosseguimento da guerrilha no Anexo, e até chegada das milícia de resgate e transporte dos operadores e outros corpos diplomático até ao aeroporto, muitas coisas se sucederam.

Dentre entre esses acontecimentos : a morte do embaixador Stevens,morte de um dos oficiais de comunicação do complexo diplomático Seam Smith e dois operadores da GRS o Tyrone Woods (Rone) da equipa do anexo e Glen Doherty (Bub) da equipa da GRS da embaixada em Trípoli. Ainda da parte dos operadores da GRS o  ficaram com lesões grávis o David Ubben, agente da segurança Diplomática em Benghazi e Mark Geist (Oz), operador da GRS do Anexo.

Dentre estes acontecimento que constituíram às 13 horas da Batalha de Benghazi, incluem, as discussões que se sucederam antes e depois da batalha. Como por exemplo: as perguntas que ficaram por responder sobre a causa da invasão, se tem a ver com um video denominado de Innocence of Muslim,publicado dias antes no You Tube por cidadão afro-Islâmico, ou se de outra coisa tratasse, se ouvi ou não o envolvimento de al-Qaeda, na origem da invasão, Jogos partidário no Congresso Americano, envolvimento da Secretária do Estado Norte Americano Hillary Clinton mas também do Barack Obama, as discussões em volta da tardia tomada de discussões do Chefe de Equipa de GRS em Benghazi, Pedido de ajudas não aceite por parte de certas entidade e muito mais.

O livro tem o nome de 13 horas devido ao tempo aproximado em que a historia se desenrola. Desde o momento em que os terroristas invadem o edifício (21h:02) até ao momento em que o último avião de resgate levanta o voo do Aeroporto Internacional Benina de Benghazi(10h:30)

A estrutura do livro está dividida em 13 partes, tomando o nome do acontecimento de maior relevância em cada um desses momento, ou mínimo com maior destaque. Mas a maior parte desses momentos da-se em duas grande parte da ação. Durante a guerrilha  no Complexo Diplomático e depois no Anexo, a “base” da CIA.

  •  *Anexo ( O nome que se atribui a base da CIA em Benghazi)

A equipa de segurança no Anexo era constituído por 6 elementos que constituem os actores central da da história. Desses elementos fazem parte: Dave Benton (D.B), MArk Geist (Oz), Kris Paronto (Tanto), Jack Silva John Tiegen (Tig) e Tyrone Woods (Rone), desses só cinco elemento vive.

O autor do livro é Mitchell Zuckoff. É escritor e professor de Jornalismo na Universidade de Boston, escreveu vários livros que se tornaram Bestseller da News York Times um dos quais Frozen in Time.

A minha perspectiva sobre o livro

Gostei imenso do livro. Apesar de ter um um final não muito agradável, pelo facto de ter morrido pessoas. E por se tratar de vida real deixa a história ainda mais triste. Sobre certas situações que decorreram durante o desenrolar da batalha, não gostei particularmente da demora causada pelo chefe de Operadores da GRS do anexo. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s